6 de out de 2010

Como calcular os custos de produção - Classificação dos Custos (Passo 5)

+A -A +/-

Este é o passo 5 de 10 o qual apresentaremos algumas dicas de como calcular os custos de produção em sua empresa. Usaremos como exemplo fictício um case industrial e a empresa escolhida é do ramo avícola.

Neste passo abordaremos o assunto classificação dos custos de produção. Apresentaremos os conceitos de custos fixos e variáveis, custos diretos e indiretos, entre outros. A análise do resultado operacional da empresa por meio de demonstrativo de resultados deriva da compreensão destes custos e de como eles são classificados.

Existem várias formas de classificarmos os custos de produção e as mais conhecidas estão relacionadas ao seu grau de variabilidade (fixos e variáveis) e à facilidade de apropriação aos objetos de custo (diretos e indiretos).

Classificação dos custos quanto ao grau de variabilidade


Custos Variáveis – são aqueles cujo valor varia na medida em que se altera a quantidade produzida, isto é, eles acompanham o volume de produção. Os custos variáveis são diretamente proporcionais ao volume produzido. 

CvaMP = C unitMP x VP

Onde:

    CvaMP = Custo variável do material
    C unitMP = Custo unitário do material
    VP = Volume produzido

Custos Fixos – ao contrário dos custos variáveis, os custos fixos não apresentam variação em função da quantidade produzida. O volume produzido, novas tecnologias, variação de preços, expansão da empresa, etc., sãos alguns dos fatores que podem causar mudanças nos valores dos custos fixos em determinado período.

A separação entre custos fixos e variáveis será de grande importância para o cálculo da margem de contribuição, como veremos em postagem posterior.

Classificação dos custos quanto ao grau de facilidade de apropriação aos produtos


Custos Diretos – são aqueles que podem ser alocados diretamente aos produtos. Os custos diretos possuem maior facilidade de absorção pelos produtos devido à sua relação direta com eles, não necessitando utilizar critérios de rateio na sua apropriação.   

Custos Indiretos – são custos que são alocados indiretamente aos produtos. A apropriação dos custos indiretos aos produtos apresenta maior grau de complexidade em relação aos diretos devido à forma subjetiva de como são alocados, por meio de bases de rateio.  

Segundo Martins (2003), a classificação dos custos em diretos e indiretos está relacionada exclusivamente ao produto, e não à produção ou aos departamentos/centros de custos.

Classificação dos custos quanto à sua origem


Os custos podem ser também divididos em Primários e Secundários. Este tipo de classificação é pouco utilizado mas vale a pena conferir.

Antes, porém, precisamos rever algus conceiros: (1) Departamentos de Produção (DP) - são aqueles que operam os produtos de forma direta, modificando-os; (2) Departamentos de Serviços (DS)as - são unidades de apoio que atuam de forma indireta e executam serviços auxiliares aos departamentos de produção. Leia mais ...(Como calcular os custos de produção - Custos e Despesas (Passo 4))

Custos Primários – os custos inerentes ao próprio departamento são os custos primários dele. Essa definição é dada por Martins (2003) e é a que eu acho mais coerente. Há, porém, alguns autores que afirmam que somente os elementos matéria-prima e mão-de-obra direta correspondem ao custo primário.

Custos Secundários – são aqueles custos que procedem de outros departamentos.

A figura abaixo mostra a relação entre custos diretos e indiretos e custos fixos e variáveis.



Todos os custos diretos são variáveis?
   R - Não. Todo custo variável é direto mas nem todo custo direto é variável. Um exemplo é o custo com mão-de-obra direta (MOD).

Nos próximos passos aprenderemos na prática como fazer a apropriação dos custos diretos e indiretos.

Ir para o próximo passo (ou navegue pelo menu no topo da postagem).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também...