26 de mar de 2011

Como calcular os custos de produção - Custos Indiretos (Passo 7)

+A -A +/-

Este é o passo 7 de 10 o qual apresentaremos algumas dicas de como calcular os custos de produção em sua empresa. Usaremos como exemplo fictício um case industrial e a empresa escolhida é do ramo avícola.

Neste passo mostraremos como fazer a alocação dos custos indiretos de produção. Veremos na prática como fazer a apropriação destes custos aos departamentos e aos produtos (...)

Utilizaremos três etapas para realizarmos a apropriação dos custos indiretos de produção: (1) Separação entre custos e despesas; (2) Alocação dos custos indiretos aos departamentos e (3) Alocação dos custos indiretos aos produtos.  


1 - Separação entre custos e despesas


Conforme já mencionamos na postagem Fazendo a separação entre custos e despesas esta separação é de fato trabalhosa, pois não é possível fazê-la de uma forma objetiva. Ainda na postagem Fazendo a separação entre custos e despesas você viu a diferença ente Dep. de Produção e Dep. de Serviços, importante para a compreensão do assunto aplicação do CIP (Custos Indiretos de Produção).

Tomando por base a tabela de gastos disponível na postagem Como calcular os custos de produção - Custos diretos vamos fazer a distinção entre o que é custo (indireto) e o que é despesa. Se uma conta de gasto possuir valor irrisório, não há necessidade de fazer o rateio entre custo/despesa (fica a dica).

custos indiretos, sistema de custos, custos de produção

Podemos verificar na figura 1 acima que o valor de R$ 199.772,77 representa o total de gastos. Deste montante, R$ 110.081,38 corresponde ao valor das despesas e R$ 89.691,39 ao valor dos custos.

Para facilitar a tarefa de dividir um gasto em custo e despesa, lembre-se: a despesa vai para o resultado da empresa (DRE) e o custo vai para o produto. Porque é preciso fazer esta separação? Vamos tomar como exemplo o pessoal da área administrativa que pode prestar serviços tanto para si mesma quanto para a área de produção. Outro exemplo é o setor de manutenção que pode realizar tarefas para ambos os Departamentos (Serviços e Produção).

Pode-se utilizar vários critérios de rateio para fazer a separação entre custo e despesa. Em nosso estudo de caso usamos o número de requisições emitidos pelo almoxarifado (Material de Escritório e Limpeza), taxas de rateio determinadas pela administração (contas: Manutenção Geral e Prolabore), entre outros. As contas que apresentarem valores irrelevantes (contas: Gastos Gerais, por exemplo) podem ser classificados integralmente como despesa.

2 - Alocação dos custos indiretos aos departamentos


Antes da apropriação custos aos produtos, é necessário que os custos indiretos sejam alocados aos departamentos. Observe a figura 2 abaixo.


custos indiretos, sistema de custos, custos de produção


O valor total dos custos indiretos (R$ 89.491,39) foi distribuído aos Departamentos de Serviços e Produção. Quanto ao rateio, foi aplicado diversos critérios, tais como: número de funcionários por departamento, número de requisições emitidas pelo almoxarifado, controle de ligações telefônicas, taxas de rateio definidas pela administração, etc.

Utilização de Mapa de Rateio

Nosso objetivo nesta etapa é transferir os custos indiretos dos Departamentos de Serviços aos Departamentos de Produção. É importante relembrar que os Departamentos de Serviços (Administração, Manutenção, Refeitório e Almoxarifado) devem também ter seus custos distribuídos entre si.

O Mapa de Rateio é o instrumento usado para fazer a transferência de custos entre os departamentos. A primeira coisa a ser feita é definir uma sequência para transferência desses custos, pois um departamento não poderá receber custos de outro departamento cujos custos ele já transferiu. “O critério mais utilizado é o de se hierarquizar os Departamentos de Serviços de forma que aquele que tiver seus custos distribuídos não receba rateio de nenhum outro” (Martins , 2003).


custos indiretos, sistema de custos, custos de produção


Em nosso estudo de caso a ordem de hierarquia dos departamentos ficou assim (figura 3): Administração, Manutenção, Refeitório e Almoxarifado. Essa ordem pode ser definida por valor e importância dos deparamentos.

Observe que o valor dos custos indiretos do Dep. Administração (R$ 6.853,83) foi rateado integralmente para os demais departamentos. O custo do Dep. Manutenção que era de R$ 4.721,58 (custo primário) foi aumentado em R$ 548,31 (custo secundário) ficando com  novo valor de R$ 5.269,89. Esse acréscimo de R$ 548,31 refere-se ao valor transferido pelo Dep. Administração. E assim, sucessivamente, até que todos os custos dos Departamentos de Serviços sejam transportados para os Departamentos de Produção. Para relembrar os conceitos de Custos Primários e Custos Secundários consulte a postagem Como calcular os custos de produção - Classificação dos Custos.

3 - Alocação dos custos indiretos aos produtos


A alocação dos custos indiretos de produção é feita por meio de direcionadores de custos que são fatores cuja função é associar os recursos consumidos aos objetos de custos (produtos, departamentos, serviços, etc). Podemos citar alguns direcionadores de custos: horas trabalhadas, quantidade de funcionários, custo direto de produção (CPD), etc.

Em nosso estudo de caso utilizaremos o direcionador Custo Direto de Produção (CPD). A taxa CPD é a representação percentual dos custos diretos de cada produto em relação ao custo total. Para encontrar a taxa CPD utilizamos a planilha dos custos diretos de produção disponível na postagem Como calcular os custos de produção - Custos diretos (figura 6).

                  Tabela 1 - Cálculo da Taxa CPD
Produtos
Custo Direto (R$) % CPD (Produto/Total(x100))
Frango Int. Cong. 320.440,62 60,5%
Carcaça 18.963,43 3,5%
Cortes 89.900,15 16,9%
Frango Vivo 100.965,42 19,1%
Total  530.269,63 100%


Para calcular a Taxa CPD basta dividir o custo do produto pelo valor do custo total. Exemplo: (320.440,62 / 530.269,63) x 100 = 60,5%.

Os custos indiretos foram distribuídos proporcionalmente aos produtos através da taxa CPD conforme está demonstrado na figura 4 abaixo.

custos indiretos, sistema de custos, custos de produção

Custo Total


O custo total equivale a soma dos custos diretos e indiretos.

custos indiretos, sistema de custos, custos de produção


Nas próximas postagens estaremos aprendendo sobre demonstrativo do resultado, ponto de equilíbrio e margem de contribuição. Deixe seus comentários, pois são muito importantes para o aperfeiçoamento do nosso blog.

Ir para o próximo passo (ou navegue pelo menu no topo da postagem).

5 comentários:

  1. Olá João, Parabéns pelo Blog!! Excelente trabalho. Muito sucesso.
    Adriano - Limeira SP

    ResponderExcluir
  2. Oi Adriano,
    Obrigado pelo comentário!

    ResponderExcluir
  3. Origado João,

    Por compartilhar seus conhecimentos conosco, com postagens excelentes de alto nível, Prova disso são as referências bibliográficas.
    Estudo na UMC, e estas informações serão muito útil.

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns João

    Excelentes as suas publicações!! Muita riqueza nas informações.

    Welinton Gomes - Vila Matilde SP

    ResponderExcluir
  5. Muito bom! Parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir

Leia também...